Seguidores

Nuvem de Tags

quinta-feira, 22 de abril de 2010

A Igreja como ela é - Ele sempre atrasa

Baseado na obra de Nelson Rodrigues, conto aqui histórias que deveriam ser mentirosas, mas não são.

Ele sempre atrasa
05h00m – Hora de quem chega tarde ainda estar dormindo e de quem acorda cedo ainda estar deitado. Nessa hora ele chegou em frente a casa dela, e como de costume abre o portão que o aguardava entreaberto. Ele entra sorrateiro, qual uma brisa conveniente. Vai direto ao banheiro, mas não sem antes olhar para ela na cama. “Como é linda”, pensava ele enquanto percebia que estava parado ali tempo demais. E tempo, para eles, era de fato um problema.

Após o banho, ele parou ao lado dela, e enquanto levantava o lençol desde os pés formosos da moça, ele ia deslizando suas mãos grossas sobre a pele morena e macia dela. Com as mãos, ele saboreava cada curva de sua amada, e com os olhos, ele enxergava revelar-se pouco a pouco a lingerie, quase transparente, dessas que revelam parte das portas do céu. O tipo de calcinha que provoca um sentimento conflitante: Contemplar ou arrancar? Ela, enquanto isso, demonstrava satisfação com tudo aquilo soltando sorrisos, mesmo com as pálpebras cerradas, ela quase podia ver os lábios grossos dele envolvendo seu seio, além de sentir aquela barba de homem roçando em sua pele sensível.

Quando ela abriu os olhos, famintos, percebeu que os dele já a devoravam diante mão. A fome era tanta, que ele apenas arredou a calcinha, com quase nada de delicadeza e penetrou, fitando os olhos da morena. Enquanto ela se aninhava sob ele, soltando gemidos que quase sempre o faziam gozar antes do que esperavam, ele erguia ao máximo os braços dela e a arreganhava tanto quanto era possível. Aquilo dava a ele um sentimento de posse. A ela, dava a certeza de estar embaixo do seu macho dominante.

06h00m – “Eu preciso voltar”, lamentou ele. Ela sempre ensaiava contestar quando essa hora chegava, mas era melhor tê-lo daquela forma do que simplesmente perdê-lo. Antes de ir, ele sempre voltava correndo da porta e pulava sobre ela ao menos umas três vezes antes de partir de vez. "Você é a mais bela flor de um jardim que eu nem chego a ser” , era uma das coisas que ele sempre costumava sussurrar ao ouvido da bela mulher antes de finalmente ir. “Tchau, Padre”, sempre falava ela na derradeira despedida. No início, ele reclamava daquilo, mas depois percebeu que para ele em nem um lugar havia mais verdade do que naquele ninho de amor, e passou a gostar de ser chamado assim.

07h15m – A missa estava atrasada. O Padre, muito suado, chegava sem falar com quase ninguém, passando direto para a sacristia vestir sua estola. "Esse padre anda muito cansado, comentava uma. “É, e ele sempre chega atrasado nas quartas e sextas”, Comentava outra. Venenos despejados, "todos de pé para o canto de entrada", anunciava o comentarista...
___________
Para saber mais da Igreja como ela é, clique aqui

12 comentários:

Anônimo disse...

bom....
muuuito bom

kelly

Sara disse...

Corro o risco de repetição, mas é mesmo muuuuuuuuito boa esta maneira de escrever, excelente!!!
abraço

Valéria disse...

Bem Nelson Rodrigues mesmo, sou fã do cara!, adorei a pitada caliente.

BeijooO'

Michele P. disse...

O poder da palavra...

Bravo!

Batom e poesias disse...

Você ainda vai ser excomungado, garoto!

bjcas
Rossana

Léo Santos disse...

Olha guri! Não tens medo que a inquisição volte a tona! Serás o primeiro a ir pra fogueira!

Um abraço!

Nara disse...

Que padre mais safado :O

Zenti, que coisa quente!

XD

Beijo,
Nara

Gerson disse...

fazer o que é foada isso mano ...
mas naumta dentro apenas do parde e tbm dos past5ores de diverdas igrejas.....

[Ananda] disse...

é a igreja como ela é,com suas tramoias por trás,adoro esses seus textos da igreja moço,são chocantes,é tipo um texto q li esses dias sobre o RJ,profundo pakas,acho q a garota q li foi uma das mais inteligentes q conheci pra redação,muito impressionanante as redações dela,poucas textos me impressionam tanto assim,o seu e o dela é um desses q me impressionam.=)
bom,bjs e boa semana moço sumido.^^

Luna Sanchez disse...

Ele faz direitinho, apesar de, supostamente, praticar pouco : nasceu com o dom, o danado! Rs

Adoro essas histórias "que deveriam ser mentirosas, mas não são".

Beijo, beijo.

ℓυηα

julio miragaia disse...

sem palavras amigo. é a igreja como ela é mesmo. seja católica ou de qualquer outro tipo de religião.

Menina disse...

Muito bom!
( me desvendar? rsrsr, vc gosta mesmo de desafios! nem eu mesma sei que eu sou, isso é em partes.