Seguidores

Nuvem de Tags

quarta-feira, 28 de julho de 2010

O jardim, o muro e o quintal ou As lutas de classe na pós-modernidade


A vida é divida por um imenso muro. Em cada lado um extremo. Para um canto, um jardim ensolarado e sorridente; para o outro, um quintal soturno e imundo. E no meio do muro, caminham quase todas as criaturas medrosas e manipuláves, bípedes e míopes, que morrem de medo de tomar qualquer posição que as tire da condição de pessoas que brincam de ser felizes e fogem incessantemente da dor para/com e pelo bem do Deus-mercado.

Embora tanto os habitantes do jardim como os ocupantes do quintal precisem de quem está em cima do muro para conseguirem aplicar seu plano de poder, quem habita o lugar mais perto do céu, nas alturas dos tijolos, não se importa muito com nada disso desde que continue se divertindo. E o problema não está no sim ou no não, mas no talvez. E o que seria da lei se não fosse o pecado? Haveria o oi sem o tchau? O problema, de fato, reside mesmo no radicalismo dos moderados.

É óbvio que o muro não interessa a quem está na lama, pois quem está na lama quer mais é chegar no lugar abastado. O muro, como não poderia deixar de ser, serve a quem domina o jardim. Os proprietários do jardim permitem que um ou outro habitante do muro visite ou passe a morar lá, desde que os verdadeiros jardineiros continuem no quintal, ainda que toda a beleza daquele paraíso só exista por causa do suor daqueles trabalhadores. O muro, portanto, é mais do que um refúgio. É uma barreira de proteção, que precisa permanecer assim para que não desabe por sobre a realeza no jardim.

Na verdade, o muro não é o melhor refúgio que existe. Muitos reclamam dos buracos e da falta de acabamento que assola quase toda a extensão da covardia acimentada. Mas, para o desespero dos jardineiros, consertam-se os buracos, reparam-se as pinturas, sem haver no muro quem ouse questionar o próprio muro. O sonho dos jardineiros é que os próprios murenses ajudassem-nos a destruir o muro; para os moradores do jardim, não haveria jardim sem muro. E para quem está em cima do muro... tanto faz. Eis o momento, portando em que não tomar posição torna-se uma tomada de lado da forma mais eficaz e imbecil possível.

"Aqueles que não gostam de política
são dominados por aqueles que gostam"
(Frei Betto)
__________
Imagem extraída do blog http//:3.bp.blogspot.com

16 comentários:

Fátima disse...

Oi Eraldo,

Excelente texto, parabéns. Lendo-o me lembrei de algo: "Uma pessoa com dúvidas de qual lado seguir, em cima do muro, e o anjo a lhe dizer, venha pro nosso lado, e insiste por diversas veses e ela lá na duvida, o diabo no entanto não dizia nada, e o anjo a insistir..Lá pelas tantas o anjo pergunta ao diabo é vc não diz nada? e ele responde: quem está em cima do muro, está mais pro meu lado que o seu."

Beijo meu

António Rosa disse...

Olá Eraldo

O seu blogue continua excelente, como sempre. Realmente, isto de se estar no muro, sem sabermos para onde nos inclinarmos...

Grande abraço.

Jamylle Bezerra disse...

Em cima do muro, no jardim ou no quintal. Em qualquer lugar, uma coisa é essencial na política: consciência. Abraçar uma causa e ter convicção de que ela é a melhor para todos e não somente para si mesmo.

Bom meio de semana!!!

Valéria Sorohan disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Valéria Sorohan disse...

Ótima crônica. Admiro demais sua ideologia e por isso cuido-me para não opinar demais, pois tudo é muito bem relatado e exposto. Parabéns!

Adison César Ferreira disse...

Grande Eraldo!!
Assim como Gramsci eu também odeio os indiferentes, gente que não toma partido, que vive a andar eternamente em cima desses muro segregadores. Parabéns pelo texto, querido!!

Raquel de Carvalho disse...

E quem está em cima do muro tem q tomar cuidado pra não cair de lá né...
Pode ser um tombo feio...melhor se segurar!!!

ehehehehe
Beijos

Luna Sanchez disse...

Falou tudo e falou tão bem que eu só posso parabenizar!

É muito feio apoderar-se de todas as palavras e deixar os amigos sem, sabia, moço?

:p

Beijo, querido!

ℓυηα

Sara disse...

BOM DEMAIS!!!!!
Mais palavras são desnecessárias, mesmo assim digo apenas que política está por aqui, por ali, por aí, dentro e fora de nós, o "simples" fato de organizar as ideias já é política, as minhas muitas vezes ficam politicamente incorretas...1 abraço...até a próxima!!

Altavolt disse...

Grande Eraldo. Como sempre, um texto que faz todos pararem para pensar e refletir. Acho que o grande problema atual é que há gente demais em cima do muro, sem tomar partido, sem se posicionar, encarando a vida e a sociedade apenas como observadores distantes. Falta mais participação das pessoas em todas as questões políticas, sociais e de cidadania. Abração!

Alline disse...

Eu tomo decisões, tomo partido, eu opino. Sem sempre tô certa - muitas vezes não -, mas acho melhor ser assim. Gosto de ser assim.

BeijoDaLiPraTi, Eraldo!

Valéria Sorohan disse...

Olha eu de novo, porque uma vez foi pouco.

BeijooO

[Ananda] disse...

é estar em cima do muro é complicado,é mó chato as pessoas não opinarem por nada,não ter opinião em nada.Bom,eu sou a garota das dúvidas,sou muito confusa,mas no final sempre opino por alguma coisa (msm q seja errada),ficar na dúvida é ficar nas trevas,enfim,é q nem coisas q vc não falou e se arrepende por não falar,por não saber o q iria acontecer e no final tanto em política ou em qualquer outra coisa,acabam decidindo por nós,como diz esse Frei Betto^^.
Amei o texto,como todos os outros,fã incondicional de seus textos e quanto aos seus poemas,poesia bom eu ainda não arrumei palavras pra dizer o q acho,sabe,eu gostei deles,mas não sei o q escrever ainda,ahhh to lendo seu eu compositor,vou pra lá comentar,acho q tenho uma idéia.uhU^^.bom,bjssssssssssssssssssss moço.

Juliana Sphynx disse...

Ótimo blog!
Bom final de semana
=D

Andréa Silveira disse...

Mto, mto boa reflexão.. acho que me coloco encima do muro algumas vezes, adorei a frase de Frei Betto. Mto verdadeira.

Obg pela visita, volte sempre!

http://meuprojetopiloto.blogspot.com/

Raquel de Carvalho disse...

Oi queridoooo!!!
Ofereci um selinho pra vc lá no blog...
Vai lá buscar!

http://pensadoecontado.blogspot.com/

Beijossss