Seguidores

Nuvem de Tags

domingo, 9 de outubro de 2011

Círio de Nazaré

Detalhe do cartaz: rostos anônimos por trás da maior festa religiosa do Brasil.
Na casa do Pai, eu não vou. Sou macumbeiro, sou do demônio; sou maconheiro, sou um transtorno; sou protestante, não vou pro céu; sou homossexual, mereço viver mas não mereço ser eu mesmo; sou artista, e na minha arte não está explícito que Deus é tudo e eu não sou nada então eu não sou ungido; sou católico, mas não praticante;

Mas pra casa da mãe eu vou, pois ela me aceita como sou.

No segundo domingo de outubro, Mãe Nazica faz famílias contemporâneas inteiras sentarem na mesma mesa, comer a mesma maniçoba, tomar o mesmo tacacá, mas não é natal, tem fogos mas não é ano novo. Graças a nossa mãezinha do céu, formamos todas e todos um imenso rio de gente de todas as classes sociais, de muitas denominações religiosas, todos os gêneros e orientações sexuais, indo para o mesmo mar.

São coisas que só uma verdadeira mãe consegue fazer. O Círio é lindo! Há cores, dores, flores, fogos, chuvas de papéis picados, de lágrimas salgadas, e uma assunção de fé incondicional e cativante, inundando cada beco da cidade morena da Amazônia. Mas como é uma festa de mãe, ouso dizer, que é lindo mesmo, porque quem mais precisam são os que fazem a melhor parte da festa. Porque mãe é assim, ama cada filho igual, mas sempre dá mais atenção a quem mais precisa de colo.
A maior compressão de seres humanos num só espaço: Corda do Círio.

Festa da Chiquita: Homenagem da comunidade LGBT a Nossa Senhora.

É Círio hoje. É Círio sempre.

Amém, axé, awerê e aleluia!
_______________
Falo mais sobre o Círio e suas contradições aqui.

11 comentários:

byTONHO disse...



Vim conrir sem rir,
oreço-tchê meu abraço!

Im.putei!

:o)

Valéria Sorohan disse...

Eraldo, que bom que consegui entrar no seu blog, estava com saudade de ler vc. Quando tentava entrar aparecia uma mensagem de virus.
Bom demais. Bom demais esse seu texto.

BeijooO*

Mirella de Oliveira disse...

Muito bom conhecer um pouquinho mais da cultura do teu estado, querido!
Beijão
:)

Roberta disse...

Admiro sempre sua capacidade de enxergar de fora olhando de dentro...
Refletindo sobre...
Querendo, sem demora, agir sobre...!!

Meu abraço!

Rossana Masiero disse...

A Mãe é mulher...
Lindo isso!

bjs

Luna Sanchez disse...

Que coisa mais linda, Eraldo! Senti o teu coração pulsando em cada linha. Arrepiei!

Beijos, querido meu.

Carlos de Thalisson T. Vasconcelos disse...

A arte proporciona a união das pessoas sem distinção alguma, e é isto que a faz brilhar em qualquer lugar onde se apresenta.

Eduardo Rodrigues disse...

É verdade, nem Natal consegue reunir tantas famílias pra um momento de partilha. O Círio consegue aproximar tanta gente que não se conhece em torno de um mesmo evento, a comunidade parece mais família compartilhando as suas ânsias diante da figura de maria...

Choro, riso, agradecimento e pedido. Corrente de fé e afago que ocupam pacificamente todo esse espaço, de caminhada sob o sol, garrafas e mais garrafas de água solidariamente sendo derramadas sobre a galera que vai na corda...

Sendo cristão ou não, quem olha não pode negar que nesse dia exista um carregamento enorme de verdadeira emoção.

Marcio Nicolau disse...

"...indo para o mesmo mar".

Logo, somos todos afluentes quando nos juntamos ao outro e nos lançamos.

"...inundando cada beco da cidade..."

Eraldo Paulino disse...

Tonho: Com fé tudo vai

Valéria: Verdade, querida. Tava preocupado já, e ainda bem que resolvi.

Mirella: Querendo conhecer mais é só vir aqui ;)

Roberta: Obrigado, querida.

Rossana Masiero: Linda mesmo é você, querida.

Luna Sanches: É, pra mim esse ano o Círio foi especial.

Carlos: É verdade, meu caro. Tudo que provoca unidade em massa é contagiante mesmo.

Eduardo: É minha tese essa também, a de que o Círio é muito mais que cristão.

Marcio: Obrigado pela visita, meu caro.

Michele P. disse...

Eraldo

Antes de ler o texto, foquei nas imagens e legendas. Caramba, elas falam por você! Acho lindo este teu jeito de amar aos outros.


(Sou tua fã. Você sabe né?)


Bjs