Seguidores

Nuvem de Tags

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Acerto de contas

- Eu vim aqui pra te dizer que já entendi tudo. Você só queria me usar, se aproveitar de mim. Fingia muito bem ser carinhoso, e até falava todas aquelas declarações de apaixonado, mas eu sei que você deve dizer isso pra todas; imagino até que você já tenha todos aqueles versos dec[ - Oi.]orados, mas... ah, oi.
- ...

- Eu me envolvi. Aceitei todos os seus defeitos, e olha que não são poucos. Até mesmo contra a miha família eu estava disposta a lutar, e olha que nunca f[ele olhando de forma cínica para os seios dela]iz isso por ninguém e... . O que foi?
- Saudades.
- Vai começar?
- Desculpe, continue (com sorriso maroto).
- Pensa que eu não sei qual é o seu jogo? Eu fui só mais um troféu pra você. Quando você viu que eu já estava caidinha por você, devo ter perdido a graça. Meu Deus como fui b[olhar convenientemente surpreso dele para o "v" olume no short jeans lycra dela]urra! (constrangida, mas tentando disfarçar) Você pensa que só porque tenho esse jeito meigo eu iria viver atrás de ti? Pois tá enganado. Você sumiu, mas eu só vim aqui te d[ - Ele é bonito?]izer...
- quem?
- O carinha lá...
- Por que quer saber?

- Ele é?
- É lindo.
- Ele é inteligente?
- É.
- Tava com saudades de ti.
- ...
- Eu vou embora. Já vi que perco tempo com você.

Ele a abraça forte por trás. Ao encaixar os braços em volta dela, sussurra no ouvido:
- você veio dizer tudo isso pra mim ou é a ti mesma que tenta convencer?

- vai me soltar ou eu vou ter que gritar?
- Desculpe. Não faço mais.

Ela anda dois passos, e, com a força que ela sempre gostou, ele a abraça forte. E por um instante, a moça não consegue distinguir se a avenida dos sonhos que ela caminha semi-acordada é para uma subida ou a uma ladeira.

Quando ela finalmente consegue ter forças pra falar alguma coisa, diz:

- Eu já perdi muito do meu tempo chorando por tua causa. Me sinto amada agora, e vim aqui pra ter certeza quevocê não passa de um fanthmmmmmf hmmmmmmmmmmmf hmmmmmf

...

- Desculpe (olhar cínico). Dessa vez é de verdade. Prometo que não faço mais.

- Tchau.


- Eu gostei.

- Até nunca mais.

- Diga que não gostou.

- ...

Ele grita:

- Eu pedi um tempo, mas foram os seus medos que disseram o "não" mais demorado. Quando a mentira deixar de ser cômoda pra ti, venha desnudar a verdade comigo. Eu rasgo a calcinha dela, e quem sabe você não arranca com os dentes a sua cueca. Certeza é aquele velho caduco daquela esquina qualquer. Lembre-se disso

- ...


.

8 comentários:

Sil disse...

OH... Eu vou ser sincera que não entendi o final tá..

Mas gostei do diálogo.. é assim mesmo que rola...

É verídico??

Bjos

Jamylle Bezerra disse...

Sempre assim né? A mulher frágil e submissa e o homem sempre saindo por cima. Nesses casos, o melhor mesmo é ouvir a razão e não o coração.

Luna Sanchez disse...

Nelson Rodrigues total! Rs

Adoro gente de verdade...e essa aí volta, tão certo quanto o sol vai nascer amanhã. =)

* Escreve mais textos desse tipo? Sim, é um pedido meu.

Beijo, beijo.

ℓυηα

Alline disse...

Eu tenho uma história com esse título! Juro!!! É velha pra caramba, mas eu gosto muito dela. São sempre coisas de casal, não? rsrs

Beeeeeijo

Ananda disse...

gostei da historiazinha,,tipo,meio q assim mulher sempre gosta desse tipo conquistador barato,nega ,nega ,e nega mas gosta nem q seja lá no fundo,e msm q não fique no final,tem akela queda...mas sei lah acho q nós mulheres somos meioq assim,damos sempre uma de difícil,isso pq nossa sociedade meio q se acostumou com isso,pq a mulher chega a ser baixa,puta o carambah quando ela é mais saída,e homem não..agora q tá mudando um pouco.

julio miragaia disse...

Também o senti nelsonrodrigueanismo. Os diálogos são muito bons e é interessante onde abre as aspas, quebrando com o diálogo, dando um efeito de introspecção ou de localizar os gestos dos personangens e tals. Relações são relações. Homens são no fundo todos conquistadores baratos e tarados por cada parte do corpo das mulheres. Mesmo em nossos momentos confessionais, como no conto, quebramos todo esses esquemismo romântico, nos rendendo a uma boa olhada nos seios ou encoxando e em seguida pedindo desculpas.

***MissUniversoPróprio*** disse...

Hahaha Tão real...

Faço feito a Luna "esssa aí volta, tão certo quanto o sol nasce amanhã".

;)

Beijos, querido! Obrigada pela visita e carinho de sempre! Uma semana maravilhosa pra ti!

Eraldo Paulino disse...

Sil, este texto é um Frankstein de coisas reais; umas partes são minhas outras não.

Jamylle,algumas piores são "piores" que esse cara;

Luna, seus pedidos, mesmo os mais imples, ganham requintes de ordem - dessas que gozo em obedecer;

Aline, você bem que poderia ter deixado o link pra eu poder ler tambem. Fiquei morrendo de curiosidade;

Ananda, sempre me deixando feliz por suas visitas. Presidente de honra desta casa;

Julio, Nelson Rodrigues é o reacionário mais revolucionário da história desse país;

Miss, o que seria de nossos prazeres sem o direito de ir e vir?