Seguidores

Nuvem de Tags

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Senso Pedante - O Preconceito Chique

Existe o senso comum - Aquele que costuma manifestar opiniões (re) produzidas por algum grupo hegemônico, principalmente através dos meios de comunicação de massa na era digital em que vivemos. Máximas como "todo índio é preguiçoso", "pobre fala errado", "mulher porre é ridículo", são exemplos clássicos de quem acaba falando porque os outros falam, sem fazer uma reflexão sobre o que diz.

Existe o senso crítico - São elaborações filosófico-científicas a partir do questionamento. Certa hora a pessoa começa a se incomodar com uma máxima pré-estabelecida e investiga se aquilo que estão falando ou pensando corresponde com à realidade. Dessa forma, seja através da investigação científica, seja por uma proposição empírica, o senso crítico nos leva a pensar antes de afirmar o que estão afirmando.

E existe o senso pedante - São elaborações de pessoas que reproduzem o que as pessoas de senso crítico propõem, de maneira oportuna. Quem reproduz esse tipo de senso, acaba cometendo o mesmo "equívoco" - se é que posso chamar assim - do senso comum. Só que, mais metidos a besta, acreditam que estão abafando. Geralmente isso ocorre com pessoas que ingressam no ensino superior ou passam a lidar com grupos estigmatizados como "cult", num exercício de preconceito chique.

"BBB é uma merda", "Funk é dança de gente burra", "Almodóvar é um gênio", são frases proferidas por gente que em geral sabe tudo o que rola em realitichous*, que não entende o que Renato Russo canta e só conhece filmes de arte porque teve de resenhá-los para alguma disciplina. Normalmente, pessoas com senso pedante gostam de usar as redes sociais pra dizerem que são inteligentes, e acabam, se muito, ofendendo outras pessoas - que no fundo são melhores.

Enfim... Gosto de gente que sabe.Gosto de gente que não sabe. Não gosto de gente que acha que sabe.
_______________
*Não gosto de ter que escrever inglêis certo.

19 comentários:

Roberta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Michele disse...

Meu moleque voltou! Saudades!!!!

Eu gosto de gente... que sabe, que não sabe e que acha que sabe!!!!!
:)


Beijossssssssss

tonholiveira disse...



A ERA...l...do Paulino é agora não amanhã ou depois...

Laikei!
Spikou direitinho no bom "purtuguêis"!
Sem nenhum EЯЯO. (o que é o estudo?!)

Gostaria de sugerir uma crítica, sobre estes "deuses" que dão pontapé na cara e que insistem em chamar isto de esporte.


M.unheca
M.urro
A.gre$$ÃO que vale ouro no UFC.

Pode ser?

Abraço-tchê!

:o)

Dama de Cinzas disse...

Gostei! Muito bom seu texto! É bem isso que acontece mesmo, eu chamo o pessoal de senso pedante de falsos intelectuais, são pessoas que queriam realmente entender de tudo e não sabem nada, porque leram meia dúzia de livros difíceis acham que sabem tudo da vida. Os verdadeiros intelectuais, os sábios, esses não vivem recriminando nada, apenas seguem em frente com sua boa bagagem.

Quando estava na faculdade de Letras, todos abominavam Paulo Coelho, e eu era sempre a primeira a dizer que gostava e ficavam todos me olhando como se eu fosse uma E.T.

Acho que não há nada demais em gostar do que é popular e em não gostar também. Por exemplo, adoro novelas, mas detesto BBB, mas já assisti o BBB para saber que não gosto mesmo.

E olha, não sou nem intelectual, nem sábia... rs

Beijocas

Beijocas

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Gostei disto: "Gosto de gente que sabe.Gosto de gente que não sabe. Não gosto de gente que acha que sabe."

Sabedoria pura ...

bjão ...

ps: Belém é um dos meus sonhos de consumo ... me aguarde ...

Rossana disse...

Muito bom o post Eraldo!
Eu não gosto de gente que acha que sabe, EU DETESTO!
Bj ;)

Diogo Didier disse...

ARRASOU!

Concordo plenamente com sua visão. Existem centenas de pessoas que agem dessa forma para se sentirem incluidas e, consequentemente excluirem os não cultos, não eruditos e de gosto duvidoso.

Na realidade, tudo isso para pela questão de pertencimento. Hoje as pessoas tem a necessidade de pertencer a algo, geralmente aquilo que é socialmente privilegiado. Ou seja, ouvir Tom Jobim e não Valeska Popozuda, assitir a tv cultura e não o BBB, ler Kafka e não Paulo Coelho. São distorções feitas de forma superficial para agradar o outrem, numa pernóstica tentativa de inclusão.

Infelizmente esse tipo de pessoa não consegue mascarar as suas limitações e são facilmente identificadas por algum deslize, seja numa conversa informal, seja nas constantes exposições nas redes sociais.

Querido, você acabou de me ofertar um tema para o meu próximo post, que será uma continuação, se você assim permitir, de parte da temática abordade aqui.

PARABÉNS pelo excelente texto!

Curtindo no face...kkkkkkkkkkkkkkkk.... bjoxxxxxxxxx

Diogo Didier disse...

Como eu disse acima, acabei fazendo um texto baseado numa ideia que tive ao ler esse seu maravilhoso post.

O texto que fiz fala de erudição e pedantismo e a relação errônea que algumas pessoas fazem dessas duas palavras.

O post está lá no meu blog e foi feito em sua homenagem, já que a luz gênica dele surgiu aqui!

bjoxxxxxxxxxxxxxxx querido!

Alê disse...

Até pra ter opinião, vivemos o copie e cole,

=(

Mirella de Oliveira disse...

CLAP CLAP CLAP CLAP CLAP


:D


Adoreeeeei!!

Mirian Oliveira disse...

grande verdade...
oh coisinha complicada é o ser humano... pensa que é... acha que é...mas, não é...


pela postagem!!

bjocas

Diogo Didier disse...

Olá querido!

Fico feliz que tenha gostado do texto. Como eu falei acima, ele surgiu depois de ler este seu instigante post. Por isso, sinta LIVRE para fazer dele o que você quiser, tá bom?!

bjoxxxxxxxxxx querido!

anandagouvea disse...

eu tbm gosto de gente,mas uma única coisa ,eu sou anti-BBB.ahhh e não sou gente metida a besta q quer ser melhor,acredite.

Um beijo meu querido.^-^

SolBarreto disse...

*Faco* eco com as palavras da Roberta...(meu teclado agora nao reconhece o ce cedilha pqp! rsrs)
Bom o fato e que adoro ler voce, e adoro seus textos e acho que ja disse isso um monte de vezes ne, mas gosto de dizer assim mesmo!

♥cinderela♥ disse...

Gosto de gente que sabe.Gosto de gente que não sabe. Não gosto de gente que acha que sabe.
Amay !!!

Batom e poesias disse...

Quando sou bem mandada, obedeço direitinho...
;D

Os que gostam dos pernóstics são seus iguais.

Bjcas
Rossana2

Jamylle Bezerra disse...

Gosto de gente que diz o que acha e sente de verdade, mesmo que isso seja repetido por outras pessoas ou que ninguém mais fale a mesma coisa. O importante é ser o que é e ponto final.

Primeira passagem do ano por aki... primeira de muitas!

Bom "meio" de semana pra vc!!!

Fátima disse...

Oi Eraldo, saudade!

Teu texto está ótimo, teu ponto de vista também, tudo bem esclarecido.

E no momento me pergunto, será que eu gosto de gente?..rsrs

Beijo meu

Eraldo Paulino disse...

Michele: Bem mais de vagar do que eu gostaria, mas eu estou voltando...
bjs!

tonholiveira: ótima ideia! Vamos pensando se rola =)

Dama das Cinzas: adorei teu comentário, flor. Bjs!

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz: Obrigado, seu lindo.

Rossana: rsrs é... da raiva mesmo.

Diogo Didier: teu texto ficou incrível, mano!

Alê: Adorei teu coment =)

Mirella de Oliveira: Oh, flor. Obrigado pelo carinho!

anandagouveia: beeeijos!

SolBarreto: E também não canso de dizer que adoooro o que escreves. Bjs, Sol!

♥cinderela♥: Obrigado, flor!

Batom e Poesias: Pois você ainda não cumpriu a ordem direitinho não. Rum... bjs no batom!

Jamylle Bezerra: Que bom que voltou, linda!

Fátima: Beeeijo, querida! Obrigado pela visita!