Seguidores

Nuvem de Tags

quinta-feira, 13 de maio de 2010

O Canalha - Caça 2


Mulher de amigo meu...

O canalha dessa vez ataca pela internet. Conversando com a namorada de um amigo, ele vai contando piadas e fazendo gracejos para a moça, e quanto mais ela não oferece resistência, mais ele vai aumentando o tom de sacanagem em suas piadas. Faz isso até perceber que ela não se ofende com o tesão que ele sente por ela, ao contrário, ela demonstra gostar das investidas, embora jamais abra a guarda ou cogite a possibilidade de concretizar a safadeza. Até que o canalha a chama para sair, mas ela resiste.

- Você tem medo de ter vontade?

- Claro que não.

- Então pronto. Já que você não tem o menor tesão por mim, não há risco de acontecer qualquer coisa, afinal, eu jamais vou fazer contigo algo que tu não queira.

- Mas se é assim, por que você quer sair comigo?

- Porque eu gosto de conversar contigo, mas essa conversa só pelo MSN não ta mais dando. Eu tenho certeza que podemos nos divertir muito juntos.

- Disso eu não tenho dúvida, mas...

- Então está feito. Pra onde nós vamos?

- Ah, sugere aí.

- Te dou duas opções, ou cinema ou motel. Cinema porque eu to afim de assistir um filme, e seria ótimo fazer isso bem acompanhado. Motel porque é a melhor forma de conversarmos em um local sem que sejamos visto por alguém que conhece o teu namorado,além de estarmos num local que não chove, e em Belém isso é uma necessidade porque todo dia chove.

- E qual local você prefere?

- Motel.

- Então ta. Mas não quero ver qualquer gracinha. Vamos lá pra COM-VER-SAR; que fique bem claro.

- Mas é claro que vamos A-PE-NAS conversar.

Chegando ao local marcado, ela já estava inquieta. Ele observa de longe toda a agonia dela. Ela ensaia ligar pelo menos umas três vezes, mas resiste. “Não quer demonstrar que tá ansiosa, né?”, pensa ele, que só aparece em frente a ela após quase meia hora de atraso, quando ela já ensaiava ir embora. Antes que ela reclame, ele vai logo dizendo que não dá pra esperar muito tempo ali naquele lugar, porque alguém poderia vê-los juntos e vai logo jogando ela pra dentro do taxi. Os dois vão calados na viagem. Ela bastante emburrada, e ele fazendo o maior esforço do mundo pra não demonstrar qualquer sentimento diferente de tranqüilidade. Os dois entram no motel. Calados. Ele espera o taxi ir embora pra fechar a cortina, ela o espera no quarto, doida pra brigar. Ele quase pode farejar o ódio dela no ar, a vontade que ela está de dizer a ele poucas e boas. Ele gosta disso, porque sabe que pra um conquistador, qualquer sentimento que não for a indiferença interessa.

Ele entra no quarto. Ela se prepara pra reclamar. Antes que ela diga alguma coisa ele se joga em cima dela. “ei, nós viemos aqui só conversar”, avisa ela. Ele olha bem nos olhos dela, e a penetra com o olhar, de uma forma que a intimida sem deixá-la com medo. O olhar dele a rasga no meio, e a desarma. Na verdade, dura apenas alguns segundos o intervalo entre a reclamação dela e o olhar dele. Ela hesita.Era tudo o que ele queria. Ele a beija sabendo da responsabilidade daquele beijo. Ela jamais teve certeza se queria transar com ele ou não, e ele sabe que sua grande e última chance é o beijo. O beijo acontece. 1. 2. 3.20 segundos. Ele conseguiu. Porteira aberta, e a língua dele percorre as principais curvas do seu circuito. Ele atrasa a chegada no destino final o máximos que pode. “Sim, você veio com toda essa violência pra enrolar agora? Vamos, faz logo o que tem que fazer”, intima ela. Dessa vez ele obedece. Na verdade, antes ele a põe de quatro, depois obedece.

_______________
Peço desculpa a todos e todas pela demora em postar algo novo, pois ando muuuuuito enrolado. Mas agora que já consegui regularizar minha vida, me aguardem, visinhos de sempre, que já já chego visitando todos/as com todo prazer novamente.

9 comentários:

Alline disse...

Ah, sei, ela foi lá só pra conversar... rsrs

Adorei!

Beijão, Eraldo!!!

Andréa Silveira disse...

Odiei esse cara! Hehehe... Cara abusado, eu mandava ele pastar... hahaha.. Bjs!

http://meuprojetopiloto.blogspot.com/

Michele P. disse...

Curti o texto, mas odiei a personagem. Que mulherzinha sem vergonha! rs

Beijos Eraldo! E obrigado pela vista!

[Ananda] disse...

lol
eita.q história.pow,meu sei lah,esses homens são ralados.pior q canalha é conquistador,args.

Luna Sanchez disse...

Esse cara é tudo de bom, adoro! Sabe o que quer, o que diz, o que faz...e ainda coloca de quatro! Uau!

Beijos, moço! Coisa boa te ler de novo! =)

ℓυηα

Andréa Silveira disse...

Obg pela visita! Volte Sempre!

http://meuprojetopiloto.blogspot.com/

Sara disse...

Gostei, personagens reais nem sempre agradam, muito bem escrito...eis que volta então a frequentar nossas humildes "residências"...aguardo novas paulinisses...abraço

Anônimo disse...

hehehehe
~> ameii <~

kelly

Mirian Oliveira disse...

adorei o texto...

ir somente pra CON VER SAR... nada além disso...
rsrsrrsrrs

te cuida meu amigo...